Análise: Avanços importantes na COP26

1

Por Walter Schalka*

A implementação de um mercado regulado de carbono vinculado ao Acordo de Paris, aprovada há pouco na COP26, em Glasgow, é um passo relevante para destravar o sistema de financiamento dos investimentos na descarbonização global. Essa decisão foi construída a partir da busca de um consenso, entre empresas, governos e sociedade civil, de que era preciso superar impasses presentes em oportunidades passadas para olhar para o futuro.

 

Estamos falando de negociações complexas, que envolvem interesses diversos e que, obviamente, precisarão ser acompanhadas de ações práticas para a redução das emissões de carbono. Mas entendo que a aprovação do mercado regulado de carbono, assim como outros anúncios relevantes ocorridos durante a COP26, deve ser celebrada. Esse conjunto de decisões pode dar origem ao maior plano de investimentos da história, com foco na descarbonização da economia mundial e importantes desdobramentos econômicos, ambientais e sociais.

 

Saio da COP26 particularmente contente porque estamos discutindo temas que impactam as 8 bilhões de pessoas no mundo e a conferência deixou claro que precisaremos de ações imediatas e efetivas por parte de governos, empresas e consumidores. Afinal, ou todos nós ganhamos, ou todos nós perdemos com as decisões tomadas agora.

 

Mas a conclusão da COP26, hoje, mostra que as grandes lideranças mundiais estão mais dispostas a buscar consensos e endereçar, desde já, a questão das mudanças climáticas com a importância que o tema merece para essa e para as próximas gerações.

*Walter Schalka é presidente da Suzano

Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Receba nossa Newsletters